Siga nossas redes sociais
Dicas, notícias, e-books e vídeos
exclusivos sobre o universo pet/veterinário.

Blog da AIC

Um Blog Animal
27 de Março de 2017 | Dicas

Limpeza e cuidados com os ferimentos em cavalos

Ferimentos em cavalos podem se agravar se o tratamento não for o correto. Isso porque o próprio animal, na tentativa de aliviar a dor ou a coceira, pode acabar mordendo o local e aumentando o ferimento.

É importante manter a área da ferida limpa, evitando bactérias e fungos, para que a cicatrização ocorra da melhor forma possível.

Lave a região do machucado com shampoo antisséptico fungicida para cavalo matacura horse. Use um produto antisséptica e cicatrizante como a pomada Saralogo na imagem abaixo e observe a presença de pus ou larvas de mosca. A limpeza do ferimento deve ser repetida ao menos duas vezes por dia. Após a limpeza feche o local. O ferimento enfaixado evita as mordidas do cavalo.

  • Pomada Cicatrizante Saralogo

A AIC Soluções veterinárias desenvolveu uma pomada antisséptica e cicatrizante, que é indicada para feridas, frieiras, assaduras, pisaduras e inflamações.

Todos estes cuidados devem ser providenciados o quanto antes para minimizar o sofrimento do animal. É importante que o cavalo esteja em um lugar familiar e aconchegante. Alimentar o cavalo é uma opção para distrai-lo.

Fique atento a sangramento excessivo; ferimentos que ultrapassem toda a espessura da pele; feridas próximas às articulações e perfurações.

Hemorragias podem ocorrer por falta de cuidados, como por exemplo, na tentativa de retirar objetos que possam ter provocado o ferimento. Deve-se usar, apenas, uma compressa fria. Um pano estéril pode estancar o sangue. Não se deve usar algodão. Todo cuidado é pouco ao se retirar, por exemplo, objetos cortantes do casco, pois o ferimento pode se tornar mais profundo.

Somente o veterinário terá condições de avaliar melhor e tomar as devidas providências, através de medicação específica, pois a vida do animal pode ser colocada em risco. Em todos os casos de lesões por ferimentos, por lacerações ou perfurações, deve-se vacinar o animal contra o tétano.

É importante também levar em conta a posição do animal. Quando está em decúbito lateral, o cavalo sofre dificuldade na oxigenação sanguínea, pois o pulmão que está para baixo recebe mais sangue e menos ar. O correto é o pulmão para cima, com menos sangue e mais ar.

Fontes: Globo Rural e Portal Escola do Cavalo

Deixe seu comentário: Comentar
Gostou? Compartilhe:

Facebook AIC

Cadastre-se na nossa lista

e receba conteúdos periódicamente no seu e-mail