Siga nossas redes sociais
Dicas, notícias, e-books e vídeos
exclusivos sobre o universo pet/veterinário.

Blog da AIC

Um Blog Animal
25 de Agosto de 2016 | AIC Veterinária | Dicas

​Os principais cuidados com seu cãozinho filhote

Os cães são todos lindos quando filhotes. Encantam qualquer pessoa pela sua fofura. Mas quando decidimos leva-los para casa, precisamos estar cientes de que os cães exigem muitos cuidados, e nossa atenção e amor por eles devem continuar mesmo quando deixam de ser filhotes.

Prepare a chegada dos filhotes!

Estas orientações são principalmente para você que possui uma cachorra prestes a dar a luz a novos cãezinhos.

Os cuidados com os filhotes de cachorro iniciam mesmo antes do nascimento. O dono da cachorra deve preparar o espaço antes da data provável do parto. O espaço pode ser simples: com uma caixa de papelão, jornais e panos, desde que seja seguro, tranquilo, limpo, com temperatura ideal e conforto tanto para a mãe como para os filhotes.

O normal é que nos primeiros dias os cuidados de proteção e alimentação sejam feitos pela própria mãe. Mas logo após o nascimento, é importante acompanhar o comportamento da fêmea e seus filhotes.

Filhotes são muito frágeis

Devido à fragilidade, é preciso observar diariamente se todos os filhotes estão mamando, e quando for o caso fazer rodízios para que todos se alimentem.

Devido a pouca quantia de pêlos os recém-nascidos ainda não tem a proteção necessária. Por isso, a regulação térmica dos filhotes é pouco eficiente e a temperatura costuma variar com a do ambiente.

É fundamental que nesta fase os filhotes sejam mantidos em ambiente protegido e sem grandes oscilações de temperatura. Muitas mortes de filhotes ocorrem de madrugada devido a baixas temperaturas.

Somente com quatro semanas de vida o filhote é capaz de manter a temperatura corporal ideal para um cão adulto, entre 38 e 39°C.

Os filhotes abrem os olhos por volta dos 10 a 14 dias de vida. Mas eles só conseguem distinguir a profundidade e a distância com maior definição aos três meses. Devido à sensibilidade à luz, deve-se evitar luz direta nos olhos dos filhotes.

Desmame e alimentação

O desmame pode ser iniciado em filhotes a partir de quatro semanas, até que completem de seis a oito semanas.

O ideal é a utilização de papinhas, mas o desmame também pode ser realizado oferecendo ração em latas para filhote, aquecida, e misturada ao leite substituto. Essa refeição será gradativamente mudada para ração para filhotes.

A transição do leite materno para outro tipo de alimentação deve ser feita gradativamente. Para se adaptar inicialmente o filhote precisa ser alimentado, mas depois que ele já conhecer o alimento ele pode ser oferecido em um recipiente apropriado durante três vezes ao dia.

Separação da mãe e filhotes e higiene

A separação da mãe e dos filhotes só deve ser feita quando eles tiverem condições de se alimentar, o que acontece por volta de quatro a oito semanas.

A primeira aplicação de vermífugo nos filhotes deve ser feita aos 30 dias de vida, já que muitos vermes são transmitidos pela mãe ao filhote ainda na fase intra-uterina.

A desverminação deve ser repetida a cada 30 dias, até ele completar seis meses. A orientação do médico veterinário é importante dependendo de cada cãozinho, mas geralmente o vermífugo é recomendado a cada três meses.

A partir de 45 dias de vida, você já pode começar a dar banho em seu filhote. Para os banhos só use produtos específicos para cães, e quando for o caso, shampoo neutro para cães mais sensíveis ou um bom spray para banho seco. Conheça alguns produtos recomendados:

Muito importante é sempre usar água morna, e colocar algodão nos ouvidos, para evitar a entrada de água. E banhos com shampoos anti-pulgas antes dos seis meses podem intoxicar seu cão.

Acostume seu cão a fazer as necessidades no local correto desde pequeno. Deixe uma folha de jornal próximo a sua caminha, mas longe da comida e água, e não esqueça de oferecer um agrado sempre que ele agir corretamente.

Evite complicações em caso de cirurgias no seu cãozinho

As orientações para que seu cãozinho se recupere da melhor forma possível envolvem principalmente cuidados na alimentação e higiene.

Em relação à água e comida, quantidades menores são recomendadas nos primeiros dias após a cirurgia.

Não deixe seu cãozinho lamber ou morder o local, evitando infecções.

Não esqueça de dar a medicação seguindo as instruções do veterinário. Nunca lave o local da cirurgia, o correto é passar um anti-séptico.

Evite também que o filhote pratique atividades em excesso, pois podem causar dor, sangramento, inchaço e uma série de complicações.

Quer saber mais sobre cães?

Fontes: Web Animal, Diário de uma Veterinária, PET Rede, Portal do Dog.

Deixe seu comentário: Comentar
Gostou? Compartilhe:

Facebook AIC

Cadastre-se na nossa lista

e receba conteúdos periódicamente no seu e-mail